Tradutor

domingo, 25 de maio de 2008

Muito trampo e disposição ...

Acabei de ler o blog do mano Rodrigo Ciriaco, que escreve sobre o processo de produção do seu trampo, logo mais lançado pela Edições Toró, e me identifiquei pra caramba.

Nossa antologia foi finalizada ontem, depois de cinco meses na disposição, por isso o feriado não foi descanso e sim trabalho, mas quando terminamos de fazer a ultima revisão, editar as fotos e outros detalhes, a primeira coisa que fiz foi sorrir.
Agora o Doug (nosso diagramador) vai somente finalizar alguns detalhes da capa e de produção gráfica, para ai sim chamar a parteira (que vem com a proteção dos Orixás) e esperar o momento mais esperado...

Nunca tinha trampado na edição de um livro, nossa primeira publição, como editora, foi um folheto de cordel do poeta João do Nascimento, que apesar de ser trampado e muito satisfátório, não se compara ao processo de produção da nossa Antologia. Uma porque é um livro, que envolve 21 autores (contando o prefácio), com fotos e release , textos individuais, fotos do nosso cotidiano. Duas pelo cuidado e responsa de representar cada parceiro (a) da melhor forma. Sou suspeito a falar, mas garanto que dedicamos nosso melhor e espero que todos os leitores e autores gostem do resultado.

O aprendizado é muito louco nesse momento, realizando sarau, visitando escolas, editando livro, trocando muita idéia e experiência com os outros irmãos (ãs), a resposta vem quando percebemos que todo mundo que cola com a gente e forma o coletivo Elo da Corrente, no coração e na atitude, está vestindo a camisa, percebendo a responsa e o sentido do trampo, só tem fortalecido. Tem uma par de gente que torce contra também, alguns até que agem contra, mas isso é sinal que nosso trampo tem dado resultado, pois ta incomodando os acomodados, só lamento. Menos discurso e mais ação, rende frutos verdadeiros, não castelos de areia. É por ai que nóis vai

Mano Rodrigo sempre me diz: "Quem trampa numa parada, sem mesmo querer, denuncia quem num trampa", já naquele velho samba rock o recado é: "Falar é fácil, dificil é fazer"

Agora sem confete, por que tem muita coisa pra fazer e conquistar, certo !
Nessas ultimas semanas eu fiquei, na memória, com os dizeres de dois manos que eu trombei na caminhada.
Um dizer foi de um mano que eu conversei rapidamente durante o lançamento do Cadernos Negros em Osasco, não me lembro o nome dele agora, sei que ele trampa com confecção de roupas no estilo afro e do Núcleo de Consciêcia Negra da USP, a gente tava conversando ele olhou bem nos meus olhos e disse:

"Sabe, nossa caminhda é dificil, né irmão, mas todo dia quando eu saio de casa eu me olho no espelho, me encaro e digo, olhando nos meus próprios olhos : Eu sou capaz, eu vou conquistar meus objetivos, não vou me entregar, vou ser guerreiro, vou ser forte."

Outras palavras que me marcaram foram ditas pelo Toni C, durante o evento 'Encontro com Autor", na loja Suburbano Convicto. O Buzo tava encerrando o evento e passou a palavra pro Toni C, que com sabedoria disse:
"Mano, o encontro com o autor é quando vc se olha no espelho e reconhece que você é o autor da sua própria vida, da suas atitudes, você é o diretor do seu documentário, independente de como você escolhe o roteiro, você é o autor da parada!"


Firmeza Total !!
Tá valendo!!!

Agora vamos acertar os detalhes do lançamento da nossa Antologia, que vai ser uma festa bem bonita, como nossa comunidade merece, lá no bar do Santista.
Não vai faltar, hein!

Cena de mil grau, atividade, contra o marasmo
1,2,3 ...
Claquete ....
Ação!!!!

Michel

3 comentários:

r.c. disse...

Salve, Michel.
Já que estamos no campo das citações, uma que me dá muita força é esta, do Brown:

"Porque o guerreiro de fé nunca gela,
Não agrada o injusto e não amarela
O Rei dos reis foi traído e sangrou nesta terra
Mas morrer como um Homem é o prêmio da Guerra."

E é isso mêmo. Se for pra cair, que seja de pé, como Homem - ou Mulher.

Grande Abraço,

R.C.

Nelson disse...

Das vitórias vindas da lida diária, do esforço cotidiano, da luta continua e do duor permanente, nos fazemos a cada dia que enfrentamos! E somos! E temos!
E participamos!

Respeito e Força aos que estão chegando com responsabilidade ao fronte!

Nelson Maca - Apenas

Nelson disse...

Das vitórias vindas da LIDA diária, do ESFORÇO cotidiano, da LUTA continua e do SUOR permanente, nos fazemos a cada dia que enfrentamos! E SOMOS! E TEMOS!
E PARTICIPAMOS!

RESPEITO e FORÇA aos que estão chegando com RESPONSABILIDADE ao FRONTE!

Nelson Maca - Apenas