Tradutor

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

"do tamanho do tempo" (por michel yakini - "acorde um verso")


o mundo é um pasto
uma cuia furada
daquelas onde se põe a boca e nada
miragem
que evapora até a saliva

o mundo é uma cuia furada
no meio do nada
uma cuia no pasto do mundo

o vento demora pra vir
porque a lágrima daqui secou
de tanta gente que se esfolou
sem tempo pra lagrimar

quem mora no mundo é terra,
quem chora no mundo é vento
quem guarda tudo é horizonte
no turno do dia o sol
no turno da noite a lua

quanto mais olho esse pasto
peço licença pro sol
pra não ser menor
não ser um pasto
numa cuia furada.




Um comentário: